Zambézia: População de Olinda tenta paralisar os trabalhos da mineradora chinesa

Um grupo de moradores da ilha de Olinda, no distrito de Inhassunge, província da Zambézia, tentou - sem sucesso - travar no sábado (16.09) os trabalhos da mineradora chinesa na exploração de areias pesadas.

Segundo a população, vias de acesso estão a ser destruídas assim como “machambas” e zonas residenciais. Pedem ao Governo para que ajude a minimizar os danos que estão a ser causados.
Recentemente, dezenas de residentes deslocaram-se à capital da Província da Zambézia, Quelimane, para falar com um grupo de deputados da Assembleia da República sobre o alegado incumprimento das normas por parte da mineradora.
De acordo com alguns residentes, desde então, a única medida tomada foi a alocação de uma embarcação ambulância para evacuar doentes da ilha até Quelimane, mas o barco foi devolvido pela fraca qualidade de motor e falta de rampa para atracar. (DW África)
Exit mobile version