De janeiro a junho o sector de saúde em Nacala-Porto registou mais de 45 mil casos de malária

INTEGRITY-MOÇAMBIQUE, 22 de junho de 2024-As autoridades de saúde em Nacala-Porto, na província de Nampula estão preocupadas com o aumento de casos de malária. O número de incidências aumentou e a doença continua a afectar muitas pessoas naquele ponto do País.

Os números são pouco animadores, mas os casos de malária estão a registar um aumento assustador em cada dia que passa no distrito de Nacala-Porto.

De acordo com dados fornecidos pelo médico-chefe do Hospital Distrital de Nacala (HDN), só neste ano, foram registados 45 mil casos de malária, sendo que o número de pessoas afectadas pela doença, tende a aumentar.

Maior número de mortes pela doença, são crianças de até 5 anos de idade, facto que deixa o sector de saúde neste ponto de Moçambique, ainda mais preocupado.

Comparativamente ao ano passado, Nacala registou um aumento de 37 mil casos. Sem avançar os números exactos, o médico-chefe confirma que há casos de mortes por esta doença curável, e que acima de tudo, pode ser evitada.

“Não posso precisar, mas há muita gente que morre por esta doença e pedimos que as comunidades deixem de usar as redes mosquiteiras para actividades de pescas. A outra situação são os charcos e o lixo que não se remove na cidade de Nacala-Porto e faz com que produzam mosquito e como consequência a muita gente doentes por esta patologia”, disse Julfrique Bila médico-chefe de Nacala-Porto.

Como forma de erradicar a doença neste distrito, várias organizações ligadas ao ramo de saúde, estão cada vez mais a envidar esforços, de modo que a incidência da malária, tenha fim nas comunidades, um objectivo cada vez mais difícil de se cumprir, olhando pelo estado actual da cidade. (F.E.)

Exit mobile version