Surto de teleriose já matou 69 cabeças de gado bovino em Báruè

INTEGRITY-MOÇAMBIQUE, 13 de junho de 2024-Cerca de 69 cabeças de gado bovino morreram na localidade de Charuto, posto administrativo de Chôa, no distrito de Báruè, em menos de 2 meses devido a um surto de teleriose, segundo nos revelou uma fonte da repartição provincial de pecuária em Manica.

Os números contradizem com os que avançam os criadores locais, porque segundo eles durante o período perderam 20 cabeças por semana devido a uma doença que ainda continua a dizimar os animais e os produtores não encontraram fórmulas para estancar o problema.

“Não conhecemos bem a doença que está a acabar os nossos animais e não temos dinheiro para encontrar medicamentos para imunizar os nossos bois que dia após dia estão a perecer”, desabafou.

Entretanto, Arone João Mutane, Chefe de repartição de fiscalização no Serviço distrital das Actividades Económicas em Báruè, reconhece o problema e disse que o governo distrital tem falta de recursos financeiros para adquirir vacinas e pediu aos criadores a encontrarem medicamentos com fundos próprios como forma de imunizar os seus animais que vão esgotando nos seus currais devido ao surto de teleriose que vai fazendo das suas naquele distrito a norte da província de Manica.

Refira-se que os criadores de gado bovino na província de Manica com particular destaque para o distrito de Báruè tem como mercado para a comercialização da carne as cidades de Chimoio, Beira, e até a capital do país, Maputo. (Pedro Tawanda, em Manica)

Exit mobile version