Apuramento ao Mundial-2026: Moçambique vence Guiné Conacri e cola-se à Argélia na liderança do grupo G

INTEGRITY-MOÇAMBIQUE, 11 de junho de 2024-A selecção nacional de futebol, os Mambas venceram na noite da última segunda-feira (10.06) por uma bola a zero à sua congénere da Guiné Conacri, em partida da 4ª jornada da fase de apuramento ao mundial – 2026.

A partida que foi disputada em Marrocos comprovou por mais uma vez, o excelente momento que a equipa de todos nós está a atravessar, com excelentes jogadas e jogadores comprometidos com o bom nome do País como os craques Reinildo Mandava, Geny Catamo, Guima, Bruno Langa, Ernane, Nené, Alfonso Amade, Infren Matola, Clésio Bauque e o grande estreante da noite, Pepo.

Apesar de há escassos minutos para o fim da partida, o experiente capitão da selecção nacional Dominguês ou simplesmente Elias Pelembe, numa grande jogada que poderia ter terminado no fim das malhas do guardião da Guiné Conacri, preferiu servir Stanley Ratifo, deixando os adeptos e o banco da selecção nacional em fúria, foi dos pés do estreante Pepo que saiu o passe magistral que culminaram numa falta que ditou a grande penalidade convertida pelo craque e campeão pelo Sporting Clube de Portugal (SCP) Geny Catamo.

Com esta vitória Moçambique cola-se à Argélia na liderança do grupo G com nove pontos, apesar de possuir menos golos marcados e de ter perdido em casa com a mesma equipe. Deste jeito, Moçambique volta a jogar para o apuramento em março de 2025 com Uganda (duas partidas) e posteriormente com o Botswana, Argélia, Somália e Guiné Conacri (em casa), partidas que irão definir o apuramento ou não para o Mundial que será realizado nos EUA, México e Canadá, e que pela primeira vez África participará com 10 selecções.

Entretanto, num momento em que a selecção nacional demonstra um excelente futebol, eis que até ao momento a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) liderada por Feizal Sidat ainda não renovou o contrato do seleccionador nacional Francisco Conde, uma situação que está a deixar preocupados os moçambicanos que sentem a qualidade do trabalho prestado pelo seleccionador nacional. (INTEGRITY)

Exit mobile version