Detidos oito funcionários do Município de Maputo por corrupção e falsificação de documentos

Oito funcionários do Município de Maputo foram detidos pelos agentes do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), acusados de prática de crimes de corrupção, falsificação de talões do banco, falsificação de recibos e de licenças de construção.

De acordo com uma fonte da Miramar os colaboradores em questão são afectos às recebedorias dos Distritos Municipais de KaMavota, Ka Maxaquene, e outros ocupando cargos de chefia a nível central.

Ainda de acordo com a fonte da Miramar as detenções resultam de um trabalho inspectivo no Conselho Municipal de Maputo que culminou com a descoberta de esquemas de fraude e corrupção em várias áreas, sobretudo nas recebedorias municipais.

O SERNIC da Cidade de Maputo liderou o trabalho conjunto que resultou nas detenções. A Miramar apurou também que um servente foi conduzido à 12ª esquadra ao ser surpreendido com várias licenças falsas na pasta.

O servente estará envolvido com a recepcionista e técnica que elabora as licenças da administração.

A equipa da Miramar que segue este caso apurou que no distrito KaMavota, um planificador físico foi detido, e o Chefe do Departamento de Administração e Finanças está fugitivo.

A Miramar sabe também que o trabalho não fica por aqui. Outros dois funcionários deverão ser recolhidos ainda hoje nos seus postos de trabalho. (TV Miramar)

 

Exit mobile version